Economia criativa como pilar do desenvolvimento – Descentralização da cultura é imperativo para fortalecer o tecido econômico e social.

Veículo: Le Monde Diplomatique Brasil
Data da matéria: 25/03/2024

Em artigo para o Le Monde Diplomatique, Mariana Resegue, Diretora Executiva do C de Cultura, e Evelyn Gomes, diretora do LabHacker, reforçam a importância da descentralização dos recursos culturais tanto para o fortalecimento dos territórios, como para a manutenção da economia criativa.

Resgatando aprendizados e insights extraídos do relatório Cultura em Evidência, as autoras defendem a formulação de políticas públicas que visem garantir o acesso a bens culturais de maneira equalitária em todas as regiões.

O artigo destaca também a história de Jasson Artesão (marcar no insta), do pequeno povoado de Monte Santo, em Alagoas. Lançando mão de tradições locais e artesanato típico do sertão alagoano, hoje o artista tem peças cobiçadas por colecionadores e galeristas brasileiros e internacionais.

A experiência de Jasson poderia ser a de tantos outros artistas Brasil afora, com políticas que valorizem e apoiem práticas culturais tradicionais, gerando empregos, oportunidades e renda para regiões e comunidades marginalizadas.