Diversidade, sustentabilidade e políticas: o Plano Nacional de Cultura do Brasil e a Convenção da Diversidade Cultural

Autoria: José Márcio Barros e Giselle Dupin (Orgs.)
Ano: 2021

As reflexões aqui apresentadas foram motivadas por dois marcos temporais: os 15 anos da Convenção da UNESCO para a proteção e promoção da diversidade das expressões culturais, e os 10 anos do Plano Nacional de Cultura do Brasil, tomados como dois instrumentos político/institucionais fundamentais para o pleno exercício dos direitos culturais. Organizado em duas seções, este livro busca trazer ao público o debate, a avaliação e a construção de perspectivas futuras de ambos os instrumentos, além de levantar os caminhos para o seu fortalecimento no contexto brasileiro, de forma a contribuir para o enfrentamento e a superação dos atuais desafios decorrentes das radicais mudanças na condução das políticas culturais no país, especialmente a partir de 2019. Buscamos desta forma, além de oferecer um registro histórico e analítico das questões que unem e distanciam diversidade, desenvolvimento, sustentabilidade e políticas culturais, contribuir para a superação da atual crise na sociedade brasileira, marcada pela dissolução dos avanços ainda inconclusos, mas certamente fundamentais, que a sociedade brasileira havia conquistado na última década e meia no campo da cultura.